Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ácido Cítrico

textos dispersos de Pedro Santo Tirso

Ácido Cítrico

textos dispersos de Pedro Santo Tirso

A parede azul

Abril 20, 2020

November - Azure Ray

 

para a Maria

 

Desde pequenos prometidos 

os promontórios da idade

o fascínio da terra

tudo tudo o que há no mundo

sem sabermos do bem e do mal

 

Dos rios das passagens das órbitas dos astros

o temperamento dos ventos as paisagens

o caminho dos escaravelhos a coloração do basalto

a textura da cortiça o aroma do olmo as visitas à praia

a viagem com aqueles que entretanto morreram

a Polinésia francesa e outros locais longínquos

 

A prova do fascínio do mundo cumprindo todas as horas

em todas as partes sem descanso ou intervalo

amar assim todo o mundo como toda a gente

 

Essa variedade o mundo

essa palavra cheia de olhares

as formas do olhar olhar para ele

como toda a gente a partir do corpo

 

O mundo que vemos o triunfo da carne

como toda a gente quisemos um mundo sem corpo

que fosse um momento dentro de todas as coisas

 

uma parede branca que vemos azul

a vida retomada dos dias e

feita nossa

azul azul

branca como a cal azul para nós só para nós

e assim refazemos o mundo podando as proposições irrelevantes

só ficando a música interna da solitária visão

a parede branca feita nosso mundo

 

senta-te aqui e vê o azul comigo

até as cores se tornarem metáforas

de sermos a solidão um do outro.

 

Publicado originalmente na obra colectiva Mixtape II, editora do Lado Esquerdo (2018)

mixtape.jpg

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D